Livro | Se não eu, quem vai fazer você feliz?

Quando descobri que aquela que “tu gosta na primeira, se apaixona na segunda e perde a linha terceira”, lançaria um livro, fiquei desesperada para comprar; Graziela Gonçalvez, a musa do Chorão, ídolo de uma geração a frente da banda Charlie Brown Jr., compartilha neste livro fluido e de palavras simples, como o relacionamento de quase vinte anos dos dois a transformou para sempre.

Li Se não eu, quem vai fazer você feliz? muito rápido, mais foi forte, intenso e repleto de amor e lágrimas o tempo que passamos juntos e não poderia ser diferente, pois assim também é a historia de amor da Grazon e do Alê.

Foi demais descobrir o que estava por trás de músicas que venho cantando como se fossem minhas desde a adolescência e inspirador descobrir a mulher forte que esteve ao lado do Chorão, que o motivou, apoiou e teve participação ativa na construção do sucesso do Charlie Brown Jr..

O Livro

Se não eu, quem vai fazer você feliz?, mostra todos os lados do Chorão, desde o cara de muita fé que ele mesmo já deixou transparecer em muitas de suas letras, o cara que sempre ralou muito pela realização de seus sonhos, até o cara inseguro, que tinha alguma ponta solta dentro de si mesmo, detalhe que somado a sua forte personalidade resultava em atitudes explosivas e problemáticas.

“…eu descobri que é azul a cor da parede da casa de Deus…”

Em alguns momentos achei os detalhes do livro rasos demais, como se informações estivessem sido omitidas, ou era apenas meu desejo de querer saber mais, não sei.

Isso não é uma critica, até porque são nesses momentos em que se torna palpável o carinho e amor de Grazon na escolha de cada palavra ali registrada, e não nos deixa esquecer que não estamos lendo uma ficção, aquilo é sim uma historia de amor real, de um ídolo real, escrita por uma mulher real, que com toda sua bagagem emocional teve a generosidade de abrir sua vida e compartilhar momentos tão íntimos.

Terminei Se não eu, quem vai fazer você feliz? conhecendo um jeito novo de sentir saudades, muito honrada por conhecer essa historia de tamanha entrega e verdade, admirando demais a mulher incrível e iluminada, que vi nascer, e se tornar cada dia mais forte em cada uma das páginas.

“Eu digo Charlie e vocês dizem…”

E ai, gostaram da segunda resenha de livro que apareceu aqui no blog? Já leram o livro? Me contem aqui em baixo nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.